Taylor Swift reage a comentário sobre “revenge porn” de Kanye West; confira!



Quando a gente pensou que a briga entre Taylor Swift e Kanye West havia sido completamente superada, eis que surge um novo desdobramento! Dessa vez, a cantora curtiu o print de um tuíte em que na legenda uma fã critica o clipe de “Famous”. Para quem não se lembra, esse foi o estopim da treta homérica entre a artista e o rapper que dizia na letra: “fiz essa vadia famosa“. Além do que, o vídeo da canção exibia uma espécie de sósia de Taylor nua numa cama ao lado do marido de Kim Kardashian.

Apesar da cantora nunca ter comentado publicamente sobre o clipe, seus admiradores sempre saíram em sua defesa e expressaram indignação por conta do cantor ter usado uma imagem dela sem seu consentimento. Inclusive, o comentário curtido por Taylor acusava o vídeo de “Famous”, dizendo que o registro era “pornografia de vingança“.

O clipe de Famous era pornografia de vingança. Para não mencionar o fato de ter colocado vítimas de abuso ao lado de seus agressores e celebrando abusadores sexuais. Foi nojento“, escreveu a fã, em referência aos bonecos de Rihanna e Chris Brown aparecerem no vídeo, apesar da cantora ter sido agredida em 2009 pela voz de “Forever”.







Após essa primeira fã comentar sobre o clipe, outra admiradora de Taylor tirou print e o publicou com a sua opinião sobre o assunto. Então, surpreendentemente, a cantora apareceu e curtiu o post, dando a entender que concordava com as críticas. “É tão estranho ver como Kanye conseguiu colocar representações realistas de celebridades nuas em seu vídeo. Eu estava lendo os comentários no outro dia e as pessoas disseram que não gostavam de Taylor porque ela ‘usa músicas para humilhar seus ex-namorados’, sabemos que isso não é verdade, mas não é estranho que eles não apliquem a mesma lógica a um homem colocando uma mulher nua em seu videoclipe que foi visto milhões de vezes, porque ele simplesmente não gosta dela”, escreveu a fã dona do perfil sparkstfly.

Print da curtida de Taylor Swift. (Foto: Reprodução/Instagram)

Relembre a briga

Em 2016, Kanye lançou uma música chamada “Famous”, que trazia na letra, versos como “Eu sinto que eu e Taylor ainda poderíamos transar / Por quê? / Eu fiz essa vadia famosa“. Apesar da canção soar ofensiva, o rapper alegou ter pedindo permissão da loira para lançar a faixa.

Depois, Taylor divulgou um comunicado dizendo que ela havia avisado Kanye sobre a “mensagem misógina” da música e que ele nunca pediu permissão para usar o verso: “Eu fiz essa vadia famosa“. Em seguida, Kim Kardashian publicou um vídeo de partes de um telefonema, no qual a cantora aparentemente teria dado a tal da permissão para que Kanye usasse o trecho “poderíamos transar“, mas não a parte do “essa vadia“.

Então, Taylor Swift desapareceu da vista do público por um tempo até retornar com o álbum “Reputation”, em que parecia abordar a treta na faixa “Look What You Made Me Do” e em seu respectivo clipe .

Recentemente, Kim Kardashian participou do programa de Andy Cohen e, em uma das brincadeiras do apresentador, também falou sobre a treta com a dona de “Blank Space”. De cara, Andy perguntou para a esposa de Kanye West sobre seus problemas com Taylor Swift. “Está superado”, revelou, acrescentando que ela não teve nenhuma conversa com a cantora nos últimos tempos. “Todos nós seguimos em frente”, disse a beldade.

Taylor também deu uma declaração para a revista Elle norte-americana sobre o que havia aprendido com o problema que teve com Kanye, e consequentemente, com Kim. “Aprendi que desarmar o bullying de alguém pode ser tão simples quanto aprender a rir. Na minha experiência, descobri que os agressores querem ser temidos e levados a sério. Há alguns anos, alguém começou uma campanha de ódio online me chamando de cobra na internet“, relembrou.

Foto da cobra inflável de Taylor no palco da sua turnê. (Foto: Kevin Winter/Getty Images for TAS)

E prosseguiu: “O fato de tantas pessoas terem acompanho isso me levou a me sentir mais pra baixo do que já senti em toda a minha vida, mas não posso lhe dizer o quanto tive que evitar rir toda vez que minha cobra inflável de 63 pés Karyn apareceu no palco na frente de 60.000 fãs gritando. Seria legal se pudéssemos pedir desculpas às pessoas que nos intimidam, mas talvez tudo o que eu tenha é a satisfação de saber que poderia sobreviver e prosperar apesar disso“.

Vixe! Será que a paz não foi mesmo selada?!

(Vimos em Hugo Gloss)








Compartilhe!