Mayra Cardi faz relato forte e necessário ao revelar traumas de abuso sexual





À espera da pequena Sophia, fruto de seu relacionamento com o ator Arthur Aguiar, Mayra Cardi também já é mãe de Lucas, que recentemente completou 18 anos, o que deixou muitos fãs impressionados, visto que a life coach tem apenas 35 anos.

Em alguns vídeos publicados no Instagram Stories, a musa fitness fez um relato forte e necessário explicando por que esperou tantos anos para ter outro filho, e também esclareceu uma polêmica sobre o fato de não gostar que as pessoas passem a mão em sua barriga de grávida.

Relato de abuso sexual de Mayra Cardi

Mayra iniciou seu depoimento rebatendo os comentários negativos que insistem em diminuir as pessoas, principalmente os famosos, por suas realizações pessoais e profissionais. A life coach afirmou que tudo o que conquistou até hoje em sua vida foi graças ao seu trabalho árduo.

"Botei minhas calças, fui trabalhar, ralar, porque mesmo sendo uma criança, eu tinha um filho para criar, hoje ele tem 18 anos e é lindo, e tudo o que eu tenho hoje construí ralando muito, trabalhando", conta.

Em seguida, a life coach decidiu revelar aos fãs suas histórias mais duras e os obstáculos que enfrentou ao lado da família, e explicou quais os reflexos que todos estes fatos têm até hoje em sua vida.

"Eu tive meu filho com 17 anos de idade, tudo o que vocês imaginarem eu já passei. Já parei em cativeiro, já apanhei de namorado, já fui abusada, sequestrada, já passei fome, já dividi muita marmita com a minha mãe. Foram assim belos anos da minha vida, depois perdi meu pai de câncer, foi horrível", relata.







View this post on Instagram

❤️🍀

A post shared by Mayra Cardi (@mayracardi) on

Ter sofrido abuso sexual foi um dos motivos que fez com que Mayra demorasse tanto para engravidar novamente.

Apesar de ter revelado que não gosta que as pessoas passem a mão em sua barriga para que assim a bebê não receba energias externas, esta atitude também está relacionada ao trauma da violência que sofreu.

"Agora talvez faça um pouco mais de sentido para parte da galera. Eu fiz um pedido para vocês, por favor, não ficarem passando a mão na minha barriga quando me encontrassem. Como eu fui abusada sexualmente, entre outras coisas, eu tenho os meus limites e, infelizmente, essa é uma situação muito delicada para mim, afinal de contas, não é à toa que eu esperei 18 anos para ter outro filho. É muito difícil para mim quando as pessoas vêm pegando no meu corpo, talvez a maioria das pessoas não entendam, só entende mesmo quem já passou por isso. Tem gente que não sai de casa, tem gente que não fala nunca mais, que nunca mais se relaciona. Eu vivi, saí correndo pelo mundo fingindo que estava tudo certo", afirma.

Apesar de ter vivenciado todos estes momentos difíceis, Mayra finalizou dizendo que não tinha revelado estes detalhes de sua vida aos seus seguidores anteriormente, pois prefere compartilhar apenas coisas boas, e deixou ainda uma mensagem encorajadora para que, apesar das adversidades, todos lutem por seus objetivos.

"Lamentar não te tira do lugar que você está, não te leva para frente, desgraça todo mundo tem, não tem necessidade nenhuma de ficar contando. Eu sou uma pessoa que só fala coisas boas, que bota para cima, porque eu acho que é isso o que vocês precisam ouvir. Por que eu estudo tanto coach? Por que eu estudo tanto a mente? Porque eu tento ajudar o ser humano a ser melhor", diz.

Violência contra a mulher no Brasil

(Visto em Vix)








Compartilhe!