Conheça os detalhes da união de Harry e Meghan





O cenário parece de conto de fadas: a Capela de St. George e o Castelo de Windsor vão adornar o suntuoso casamento do príncipe Harry com Meghan Markle, neste dia 19. Os dois espaços receberão, respectivamente, a cerimônia e a recepção após troca de votos. As grandiosas construções, vale lembrar, já foram palco de muitas uniões da realeza britânica.

O Castelo de Windsor, localizado 40 km a oeste de Londres, começou a ser construído no século 11 pelo rei Guilherme, o Conquistador. É o maior castelo do mundo (e o mais antigo da Europa) a ser ocupado. Ele serve de residência real há séculos e hoje é a principal propriedade dos Windsor – e onde eles normalmente aproveitam o verão inglês.

Em 150 anos, a localidade já sediou 15 celebrações de matrimônios da família real. Entre as mais recentes estão o casamento do príncipe Edward (filho mais novo da rainha Elizabeth II






) com 
Sophie Rhys-Jones, em 1999, e do príncipe
Charles com
Camilla, Duquesa da Cornualha, em 2005.

O evento deste sábado deve contar com pessoas próximas ao casal real e membros de ONGs apoiadas por eles. Sem a presença de chefes de Estado, a cerimônia será bem mais impessoal, se comparada com a do seu irmão, William, com Kate Middleton, que aconteceu na Abadia de Westminster, em Londres, no ano de 2011. Ao todo, cerca de 600 pessoas são esperadas na capela, enquanto 2.640 devem comparecer nos jardins do castelo.

Além disso, os pombinhos também já divulgaram outros detalhes interessantes do evento. Um coral gospel cristão e um jovem violoncelista serão os encarregados das melodias da cerimônia, que contará com George e Charlotte, sobrinhos de Harry, como pajem e daminha de honra, respectivamente.

Após selar a união, o casal real fará um passeio pelas ruas de Windsor a bordo de uma carruagem aberta – a Ascot Landau, que é usada para eventos oficiais e cerimônias da realeza, como coroações, casamentos e visitas de Estado.

Outro ponto curioso é um dos bolos de casamento, que será de limão com flores de sabugueiro. A ideia é que o quitute seja sustentável, feito com ingredientes orgânicos.







(Vimos em Caras)

Compartilhe!